Como escolher picanha. 6 passos para não comprar gato por lebre.

Como escolher picanha

É a queridinha do Brasil, prato principal de muitos churrascos. Só que você precisa saber como escolher picanha para não se decepcionar na hora.

Com os nossos 6 passos você vai saber como escolher picanha, sem que passem a perna em você. Porque nada mais frustrante do que comprar uma picanha pensando que será deliciosa, suculenta, macia e… na verdade não ser nada disso, né?

Trazemos os principais pontos que você deve se atentar para aprender como escolher picanha, sendo eles:

  • Procedência
  • Localização
  • Coloração
  • Gordura
  • Maciez
  • Marmoreio

Conferindo todos esses aspectos você provavelmente vai saber como comprar uma boa picanha e fazer bonito em todos os churras.

Para mais dicas e segredos das carnes, sugerimos que você dê uma olhada na Academia de Churrasco. Lá você encontra mais de 70 módulos com os principais truques dos churrasco profissional.

Agora se quiser só saber como escolher picanha, continua com a gente que para não correr risco de comprar gato por lebre 😉

Leia Também: O que é Prime Rib? Encante todos com esse corte premium

Como escolher picanha

1- Procedência

O primeiro aspecto que você deve se atentar para saber como comprar uma picanha ou qualquer outra carne é: a procedência.

Em primeiro lugar, comece dando preferência aos açougues. As carnes costumam estar mais frescas, além de que você consegue visualizar melhor o corte.

Mas nem todo açougue é sinônimo de qualidade. Portanto lembre de conhecer bem o açougue que você está comprando a peça. Saiba se é algum lugar de confiança, com um açougueiro que tem bastante conhecimento do assunto.

Pesquisar sobre essa procedência é importante para que não pague por uma carne de segunda pensando que é um corte nobre. 

Esse é o primeiro passo de como escolher picanha que muitas pessoas não dão a devida relevância a ele.

Leia Também: [Lista] Melhores legumes para churrasco. Felicidade Veggie!

2- Localização

Entender onde é que fica essa carne te ajuda a saber como comprar uma boa picanha. Ela fica na parte traseira do boi e seu corte é apenas até a terceira veia.

Depois dela chega a parte do coxão duro, que não é tão saborosa e macia. Saber disso evita que passem a perna te vendendo um pedaço maior do que realmente é.

Existe uma lenda de que o peso máximo do corte deve ser 1,5kg. Dizem que acima disso provavelmente conta com parte do coxão duro.

Essa não é necessariamente a verdade, o peso da carne varia com o tamanho do boi. Mas é um bom parâmetro para se basear na hora de comprar, mais que 1,5kg corre o risco de não ser tudo picanha.

O vídeo abaixo é bem interessante para você visualizar como é a picanha, sua localização e entender mais detalhes sobre a peça. Ele é do canal Churrasqueadas, mas em parceria com o Netão Bom Beef:

Atenção a esses detalhes e você estará se ligando em como escolher picanha de qualidade. 

Leia Também: Diferença entre bife ancho e chorizo. Tire suas dúvidas aqui

3- Coloração

O terceiro ponto de como escolher picanha é a coloração. A carne precisa estar vermelha, quanto mais vivo melhor. Isso indica mais sangue na peça.

Se ela já estiver mais amarronzada ou acinzentada, quer dizer que o boi está velho. Se não for um dry aged, é melhor evitar e procurar por cortes mais frescos.

Então não se esqueça desse critério que você deve levar em conta. Isso é um indicador da qualidade da carne e se estão te oferecendo um corte do jeito que você está pedindo ou não.

Leia Também: Como acertar o ponto da carne? Guia para não errar nunca mais

4- Gordura

Para você entender como comprar picanha de verdade, precisa ter noção da importância da gordura. Ela é um dos diferenciais que influenciam no sabor marcante da carne.

A picanha possui uma camada de gordura que deve estar por cima de todo o corte. Por isso que a bonita é a preferida de muita gente, é a parte que fica tostadinha, garante suculência e dá aquela água na boca.

Além de ser uma das responsáveis pelo favoritismo, a gordura também é uma das formas de como escolher uma picanha boa. São dois pontos que você deve analisar:

  • Espessura: pelo menos 1cm (ou um dedo) de capa de gordura
  • Coloração: de preferência branca, se estiver mais amarelada provavelmente o boi é velho. 

Não deixe esses detalhes passarem, são eles que fazem a diferença. Se você quiser se ligar em mais dicas de churrasco como essa, vale a pena entrar na Academia de Churrasco.

Leia Também: Como assar carne na churrasqueira elétrica (e não ficar dura!)

5- Maciez

A bonita é conhecida por ser beeeem macia, então a elasticidade da carne é um ponto que você também precisa conferir.

Higienize as mãos e aperte a peça com o dedo. O ideal é que ela afunde um pouquinho, demonstrando não estar dura.

Se estiver muito dura, podem estar tentando te vender alguma outra parte, sendo uma picanha falsa. Ou então a carne pode estar passada. 

Leia Também: Como temperar carne para churrasco para ficar macia 

6- Marmoreio

Por fim, uma outra característica marcante da picanha é o marmoreio. Ter um pouquinho de gordura entremeada no corte indica maciez e sabor marcante, sendo bastante desejada.

Nem todas as picanhas possuem um bom marmoreio, mas quando possuem costuma indicar mais qualidade e sabor. Se você quer aprender como escolher uma picanha muito boa, precisa dar uma olhada nesse aspecto também.

Então é interessante que além da capa de gordura acima, tenha também um certo grau de marmoreio

Leia Também: Como organizar um churrasco de aniversário. Sem dor de cabeça.

Gostou do nosso guia de como escolher picanha? Compartilha com a galera do churrasco para vocês não passarem mais sufoco no açougue.

Lembrando que para dicas mais experts e profissionais sobre churrasco, indicamos a Academia de Churrasco. Nela você aprenderá com Fred Paim, churrasqueiro certificado pelos EUA e Europa.

Além disso, vale conferir no nosso post sobre as melhores carnes para churrasco. É uma lista com 11 opções para te ajudar a saber como agradar todo mundo.

Comente Abaixo